FANTASPORTO 2011 É TEMPO DE CINEMA NO RIVOLI

FANTASPORTO 2011 É TEMPO DE CINEMA NO RIVOLI


PROGRAMA ARTES E CINEMA

 

Este ano é a vez das Artes Plásticas ocuparem um lugar de honra. Os mais ilustres artistas portugueses vão marcar presença, com destaque para Júlio Resende e José Rodrigues entre muitos outros. São cerca vinte os artistas de topo envolvidos no projecto. De Debates sobre o estado da arte em Portugal a Aulas ao vivo de pintura e workshops, passando por Exposições de Pintura e Escultura que animarão os lobbies do Rivoli, até à exibição de 17 filmes produzidos expressamente pelo Fantasporto em colaboração com a Universidade do Porto através da Faculdade de Belas Artes e a Universidade Católica, o festival volta a cruzar o cinema e as artes.

 

UMA EXPERIÊNCIA ÚNICA DE INTERACTIVIDADE CINÉFILA

 

Espectáculo original e vivência inesquecível no multimédia é a proposta de “Suferrosa” do polaco Dawid Marcinkowski. Cinema interactivo, numa sessão onde os espectadores são chamados a decidir o enredo dum filme que estão a visionar e o realizador faz a montagem em tempo real e ao vivo. Diferentes audiências decidem narrativas diversificadas, pelo que cada exibição é um filme diferente. Uma sátira ao culto da beleza e da juventude na sociedade ocidental, cocktail de cinema, música e literatura, este é um filme não linear! Inspirado por obras como “Alphaville” de Jean Luc Godard, “Manuscrito Encontrado em Saragoça” de W.J. Has, pela tradição do “film noir” americano e pelo argumentista francês Vernon Sullivan, o alter ego de Boris Vian, “Sufferrosa” conta a história do detective Ivan Johnson contratado para encontrar uma mulher desaparecida.

 

COMITÉ DE HONRA 2011

 

Se o prestígio de um evento cultural se mede pelas personalidades que aceitam integrar o seu Comité de Honra, então o Fantasporto ocupa um lugar cimeiro. As mais altas e prestigiadas individualidades portuguesas não só a nível institucional dos diferentes orgãos de soberania, nacionais e autárquicos, mas também dirigentes políticos de todos os partidos representados no Parlamento e personalidades da vida empresarial e cultural do país, deram-nos a distinção de fazer parte do Comité de Honra.

A presidir o comité está o recém reconduzido no cargo de Chefe de Estado, o Presidente da República Aníbal Cavaco Silva. Fazem também parte o Primeiro Ministro, José Sócrates, a Ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas, bem como a quase totalidade dos ministros, ainda os Presidentes da Câmaras do Porto, Gaia e Matosinhos, o Presidente do PSD, Passos Coelho, o Presidente do CDS/PP, Paulo Portas, do PCP, Jerónimo de Sousa e do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã. Enquanto representantes máximos dos organismos de turismo e cinema, o Fantasporto conta com a presença de Luís Patrão do Instituto do Turismo, José Pedro Ribeiro do Instituto do Cinema e Maria João Seixas, da Cinemateca Portuguesa.

 

CONVIDADOS E JURIS

 

Num festival que é uma festa, os convidados são um dos principais focos de interesse para o público e a crítica. Conviver com os criadores dos filmes é sempre uma ocasião especial que o Fantasporto valoriza.

Para apresentar os seus filmes ou na qualidade de júris, a cidade do Porto vai receber nomes sonantes da Sétima Arte como os membros do Júri. Na Semana dos realizadores teremos, por exemplo, Mick Garris, o argumentista de “Milagre na Rua 8” e um dos mais prolíferos realizadores da área do fantástico; a cantora, actriz e realizadora Maria de Medeiros, que será uma das principais atracções mediáticas, e o francês Stefan le Lay, vencedor do prémio Melhor Curta-metragem do Fantasporto 2010, com “La Carte”.

No júri da Secção Oficial de Cinema Fantástico estão confirmadas as presenças do cineasta português Tiago Guedes, co-autor de “Coisa Ruim”, o primeiro filme português a abrir um Fantasporto. Destaque igualmente para Julian Grant, realizador da saga “Robocop: Prime Directives” que regressa ao Fantasporto na dupla qualidade de jurado e realizador de uma homenagem aos filmes gore que passará em antestreia mundial.

O Juri da Secção Orient Express será constituído pelo produtor Xosé Carlos Fernandez (esp), pelo distribuidor alemão Stephan Weiz e pelo jornalista François Casales (Bélgica)

Para presidir ao júri que atribuirá os dois novos Prémios dedicados ao Cinema Português estará, entre outros, o realizador e professor universitário Jorge Campos. A este júri caberá a delicada tarefa de atribuir os Prémios Cinema Português- para filmes portugueses  ou em co-produção com Portugal, apresentados nesta edição e com data de 2010 (curtas ou longas metragens) e Prémio Jovem  Realizador, para filmes portuguêses de 2010 presentes nesta edição cujo realizador, de nacionalidade portuguesa, não exceda os 30 anos (curtas ou longas metragens).

Da extensa lista de convidados que virão apresentar as suas obras e conviver com público e comunicação social, realce para o polémico Srdjan Spasojevic, que nos virá falar sobre os problemas de censura com que o seu chocante “A Serbian Film” se tem vindo a debater em todo o mundo.

Outras presenças já asseguradas são as de Frederique Bél, actriz francesa de “As Bonecas Russas” ou “Um Longo Domingo de Noivado” e dos novíssimos “The Extraordinary Adventures of Adèle Blanc- Sec” e “Red Nights”, o alemão Christian Berkel (“Inglorius Basterds”, “Valquíria” e “A Queda – Hitler e o Fim do terceiro Reich” e “The Lost Employee”), José Luis Aleman, realizador de “La Herencia Valdemar II: La Sombra Prohibida” e Miguel Angel Vivas, co-vencedor do Fantasporto com “I’ll See You in My Dreams”.

 

CONFERÊNCIA ESPECIAL

 

O editor das prestigiadas publicações “International Film Guide”, Ian Haydn Smith , e Martin Dale, representante do “Variety” vão debater a pedido do Fantasporto, o Cinema Português do ponto de vista do exterior, numa conferência com o título “ The International Film Scene- How Portuguese Cinema Can Become More Competitive”. Língua usada- inglês.

 

EM TEMPOS DE CRISE SÓ NÃO SE POUPA NA QUALIDADE

 

Numa altura em que tanto se fala de crise, é natural que a questão do financiamento seja um dos assuntos mais apelativos para a comunicação social.

Foram necessários vários ajustes ao orçamento do festival, tendo em conta a indisponibilidade de muitas empresas contactadas para com ele colaborarem,. E embora tenhamos visto a nossa primeira candidatura aceite pelo o Programa Media, da União Europeia,  baixaram significativamente as verbas oficiais com as quais o evento conta.

Manteve-se a estrutura, a divulgação internacional, os protocolos com festivais de todo o Mundo e a presença de convidados no período em que se realiza o Fantasporto.

No fundo manteve-se a Festa e até a engradecemos  com a produção de novos filmes e dois prémios novos. O ALTO PATROCÍNIO do MINISTÉRIO DA CULTURA, via ICA e CÂMARA MUNICIPAL DO PORTO, da União Europeia, através do Programa MEDIA, do Ministério da Economia, através do Turismo de Portugal, da SuperBock enquanto patrocinador principal e da ZON permitiram assim manter o equilíbrio financeiro do evento e a sua imagem de marca.

 

A 31ª edição do FANTASPORTO decorre, como é habitual, em dois módulos distintos, o primeiro entre 21 e 24 de Fevereiro – denominado de Pré-Fantas e o segundo, o Festival propriamente dito, que abre oficialmente as suas portas a 25 de Fevereiro, encerrando a 6 de Março com a exibição dos filmes premiados. Este ano o Fantasporto volta, de novo, a utilizar exclusivamente as duas salas do Rivoli –Teatro Municipal realizando a sua festa de encerramento, o tradicional Baile dos Vampiros, no Sábado de Carnaval, 5 de Março, no Teatro Sá da Bandeira.

 

Nota final para as Noites do Rivoli, o programa especial elaborado pela Cinema Novo CRL, a convite da Câmara Municipal do Porto. Com o objectivo de re-habituar o público ao convívio com esse espaço cultural e ex-libris da cidade que é o Rivoli, organizou-se um programa de música e outro de humor, tudo com artistas portugueses. A iniciativa atingiu os propósitos delineados. Devolveu o Rivoli à cidade, atraindo diferentes tipos de públicos e faixas etárias diversificadas e demonstrando a apetência pelos artistas portugueses. O resultado financeiro salda-se por um equilíbrio nas contas, sendo o resultado artístico de grande qualidade tendo em conta os excepcionais e inéditos espectáculos que foram oferecidos à população.

 


  • 19.12.14
    SO CINEMA PORTUGUÊS


    FERNANDO VENDRELL RECEBE PRÉMIO DE CARREIRA DO FANTASPORTO Como sempre, o cinema português está representado no FANTAS, desta vez, com cerca de 60 filmes .

  • 19.12.14
    TODOS OS FILMES SELECCIONADOS


    A cidade do Porto, , capital do Norte de Portugal, debruçada sobre o Rio Douro e este ano considerada de novo o “Melhor Destino Turístico da Europa”, recebe há 35 anos um dos festivais de cinema mais prestigiados a nível Europeu, senão Mundial.

  • 17.12.14
    ORIENT EXPRESS E MUITO MAIS CINEMA


    O MUNDO DO CINEMA PARA VER EM PRIMEIRA MÃO MAIS 17 FILMES INÉDITOS NUM FANTAS INVULGAR...