MARIA DE MEDEIROS RECEBE PRÉMIO CARREIRA 2011

MARIA DE MEDEIROS RECEBE PRÉMIO CARREIRA 2011


Maria de Medeiros filha do maestro Victorino D’Almeida teve desde cedo uma cuidada educação musical mas foi contudo o cinema quem primeiro conquistou o seu coração. Quando foi estudar Filosofia para Paris inscreveu-se numa escola de teatro. Aos 15 anos estreou-se no filme “Silvestre” de João César Monteiro.

Maria de Medeiros nasceu a 19 de Agosto em Lisboa. Em quase 30 anos de carreira ela foi a frágil e insegura mulher de Bruce Willis no filme “Pulp Fiction” de Quentin Tarantino (1994), a transgressora e fulgurosa Anais Nin em Henry & June de Philip Kaufman (1990), a louca e aluada amante de um construtor civil em “Huevos de Oro” de Bigas Luna (1993), e até uma jornalista homossexual em “Adão e Eva” de Joaquim Leitão (1995).

Na realização destacou-se em “Capitães de Abril”, onde também foi protagonista. Da infância passada com o pai em Viena e do tempo em que estudou em Paris, herdou uma multiculturalidade que faz dela uma cidadã do Mundo. Mais recentemente deu uso aos seus conhecimentos de música. Em 2007 editou “A Little More Blue” uma viagem intimista ao coração do repertório de grandes autores brasileiros, de Chico Buarque a Gilberto Gil, passando por Caetano Veloso. No ano passado foi a vez de “Peninsulas & Continentes”. Uma viagem musical entre as Peninsulas Ibérica e Itálica e os Continentes Africano e Americano. Tem practicamente terminado um novo projecto a que se junta a Legendary Tiger Man e Jim Jarmush.