FANTASPORTO 2011 REGRESSA REINVENTADO

FANTASPORTO 2011 REGRESSA REINVENTADO


Abertura Oficial a 25 de Fevereiro 31ª edição do Festival Internacional de Cinema do Porto De 21 de Fevereiro a 6 de Março O britânico Danny Boyle volta a brilhar na edição 31 do Fantasporto com a exibição, no dia 21 de Fevereiro, em antestreia nacional, do muito aguardado ”127 Horas”. Depois do Oscar conquistado com o seu último filme decide, de uma “penada” realizar uma história do verdadeiro horror – o real. Na mesma linha, está o filme de Abertura Oficial do Festival a exibir a 25 de Fevereiro com uma fabulosa interpretação de Hillary Swank (já premiada no Fantas por “Boys Don’t Cry”) em “The Resident”, ou de como um novo apartamento não significa uma nova vida, pelo contrário, pode ser uma experiência aterradora. Estes dois filmes, dos mais aguardados da próxima temporada cinematográfica, foram os escolhidos, para a pré-abertura e abertura oficiais do Fantasporto 2011. Para a Sessão de Encerramento Oficial, o Festival Internacional de Cinema do Porto propõe uma viagem à era das trevas com “Season of the Witch”, onde Nicolas Cage, Christopher Lee e Ron Perlman são os heróis num épico de “sword and sorcery”. Filme de grande orçamento, “Season of the Witch” conta com um elenco de luxo e é realizado por Dominic Sena um especialista em filmes de acção e grande espectáculo (em “60 Segundos” teve a primeira colaboração com Nicolas Cage). Esta edição mantém a estrutura tradicional do Festival com as suas secções competitivas, Cinema Fantástico, Semana dos Realizadores e Oriente Express com jurados como Maria de Medeiros, Joaquim de Almeida, Mick Garris ou Joe Dante. Serão exibidos no certame mais de 300 filmes entre longas e curtas-metragens sendo que todos os exibidos nas secções oficiais serão antestreias em Portugal, Europeias ou mesmo Mundiais. São esperados cerca de 200 convidados estrangeiros num total de mais de 500, se considerarmos também os nacionais (só 150 são realizadores portugueses!) e a Comunicação Estrangeira este ano em número ainda superior em quantidade (e qualidade!) à do ano passado. Fantasporto e UP vão produzir 18 novos filmes! Seguindo uma linha de consolidação de um cruzamento de áreas afins que já vem da 1ª edição do Fantasporto, e que teve já a Arquitectura ou a Robótica como tema principal, o Programa Especial de 2011 será dedicado às Artes Plásticas. É de salientar que, e pela primeira vez, o Fantasporto/Cinema Novo se envolveu na produção de filmes, que irá apresentar durante o festival em antestreia absoluta. Para tal, realizou uma parceria com a Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto que contou com o apoio do seu Director, o pintor Francisco Laranjo. Com a agregação do Professor Vitor Almeida, da sua equipa e de um grupo de alunos da Faculdade que acederam com entusiasmo a concretizarem o projecto proposto, e da fundamental adesão de um excelente conjunto de artistas plásticos, tudo foi possível. Este alargamento do programa de um festival (que é essencialmente de filmes e do mundo cinematográfico, como todos os outros seus congéneres,) procurando abranger outros assuntos de que o próprio cinema já se apropriou há muito, é único no Mundo. ´ Continuação da aposta no cinema “made in Portugal” e a criação de dois novos prémios O cinema português ocupa sempre lugar de destaque no Fantasporto. Todos os anos o Festival Internacional de Cinema do Porto dedica várias sessões à produção nacional quer de curtas-metragens, quer de longas. Agora, o Fantas vai também premiar os melhores filmes portugueses exibidos em cada edição. Um júri representativo dos meios de produção, dos festivais de curtas, dos media, escolas de cinema e dos próprios realizadores atribuirá esses prémios. São dois os prémios que o Fantasporto criou em exclusivo para o cinema português. O Júri da Secção Panorama do Cinema Português assim vai conceder os seguintes prémios: a) Grande Prémio do Cinema Português / Fantasporto 2011 – para filmes portugueses , ou realizados em co-produção com Portugal, apresentados nesta edição com data de 2010 (curtas ou longas metragens). b) Prémio Jovem Realizador – para o filme português de 2010 presente na edição 31 do Fantasporto, cujo director não tenha mais de 30 anos e seja de nacionalidade portuguesa(curtas ou longas metragens). 150 anos do nascimento de Méliès O Fantasporto não poderia ficar alheio a uma efeméride tão marcante para o fantástico, como são os 150 anos do nascimento desse visionário e inventor, George Méliès. Um documentário produzido pelo estado francês traça uma visão panorâmica dos filmes, dos inventos e do legado deste realizador, que está na génese de todos as grandes temáticas do cinema do imaginário. Apesar dos seus filmes mais conhecidos serem “Viagem à Lua” e “20 mil Léguas Submarinas”, onde adpata brilhantemente Julio Verne, a inspiração de Méliès revelou-se em obras de terror mais convencional, de carácter demoníaco, de ocultismo, de mitologias e lendário tradicional, ou seja, os grandes subgéneros que ainda hoje constituem a essência do fantástico. Um oportunidade única para se conhecer o mestre dos mestres. Jean Renoir, uma homenagem Todos os pretextos são bons para homenagear um dos nomes grandes do cinema francês. Este ano comemoram-se os 60 anos do único grande galardão que recebeu, no Festival Internacional de Cinema de Veneza, e os 65 anos da sua única nomeação para Óscar (“The Southerner”). Se é verdade que os prémios nem sempre reconhecem o talento dos cineastas, o importante é a obra. E a obra de Jean Renoir fala por si. Nesta homenagem não poderia faltar o mítico “Boudu Sauvé des Eaux”, uma comédia de costumes anarquista e pouco moral na época em que o cinema francês era feliz e ainda não se adivinhavam os anos negros de guerra. Ocasião para ver no grande ecrã um clássico do cinema mundial. Outra das obras seleccionadas é “La Bête Humaine”, uma adaptação de Emile Zolá, um registo realista sobre as classes baixas e a sua dificil sobrevivência que é hoje um marco das filmagens em cenários naturais. Paulo Trancoso, um produtor de sucesso Todos os anos o Fantasporto elege uma personagem do cinema português a quem homenageia pela sua carreira e contribuição para a Sétima Arte. Na sua 31ª edição o Festival Internacional de Cinema do Porto tem o maior prazer em reconhecer o trabalho do produtor Paulo Trancoso. Numa época em que o grande público se revê nas figuras das actrizes e actores como rostos dos filmes, convém realçar aqueles que estão por trás da obra e que a tornaram possível. Paulo Trancoso foi dos primeiros a investir na internacionalização do cinema português através de co-produções, como “A Casa dos Espíritos” de Billie August, que é um dos filmes seleccionados para esta homenagem do Fantas 2011 ou “A Rainha Margot” de Patrice Chereau. O cinema português deve-lhe alguns dos mais destacados êxitos de bilheteira como é o caso de “A Selva” de Leonel Vieira ou “Duas Mulheres” de João Mário Grilo, outros filmes a exibir. Se na ficção dá cartas, também o documentarismo português lhe deve muito. O Fantasporto 2011 exibe o seu mais recente e premiado “Pare, Escute e Olhe” de Jorge Pelicano, uma reflexão sobre o desparecimento da linha do Tua e das suas consequências sociais e ambientais. Contando com o ALTO PATROCÍNIO do MINISTÉRIO DA CULTURA, via ICA e CÂMARA MUNICIPAL DO PORTO, da União Europeia, através do Programa MEDIA, do Ministério da Economia, através do Turismo de Portugal e da SuperBock enquanto patrocinador principal, a 31ª edição do FANTASPORTO decorre, como é habitual, em dois módulos distintos, o primeiro entre 21 e 24 de Fevereiro – denominado de Pré-Fantas e o segundo, o Festival propriamente dito, que abre oficialmente as suas portas a 25 de Fevereiro, encerrando a 6 de Março com a exibição dos filmes premiados. Este ano o Fantas volta, de novo, a utilizar exclusivamente as duas salas do Rivoli –Teatro Municipal realizando a sua festa de encerramento, o tradicional Baile dos Vampiros, no sábado de Carnaval, 5 de Março, no Teatro Sá da Bandeira. Nota: Informação detalhada sobre os filmes a exibir e os programas especiais a realizar a ser divulgada posteriormente.


  • 19.12.14
    SO CINEMA PORTUGUÊS


    FERNANDO VENDRELL RECEBE PRÉMIO DE CARREIRA DO FANTASPORTO Como sempre, o cinema português está representado no FANTAS, desta vez, com cerca de 60 filmes .

  • 19.12.14
    TODOS OS FILMES SELECCIONADOS


    A cidade do Porto, , capital do Norte de Portugal, debruçada sobre o Rio Douro e este ano considerada de novo o “Melhor Destino Turístico da Europa”, recebe há 35 anos um dos festivais de cinema mais prestigiados a nível Europeu, senão Mundial.

  • 17.12.14
    ORIENT EXPRESS E MUITO MAIS CINEMA


    O MUNDO DO CINEMA PARA VER EM PRIMEIRA MÃO MAIS 17 FILMES INÉDITOS NUM FANTAS INVULGAR...